“Durante esses vinte anos de trabalho no meio
do povo, comecei a compreender, cada vez com maior clareza,
que a pior enfermidade de nossos dias
não é a lepra ou a tuberculose, mas sim a falta
de afeto, a sensação de não ser  querido e de
não ser amado pelos outros”. (Madre Tereza de Calcutá).

 
       
       
 

 
 

Da educação que é sua paixão, construída ao longo de 30 anos como professor em sala de aula e diretor de grandes instituições, acabou naturalmente surgindo nova frente: convite para palestras.

As temáticas foram surgindo pela sensibilidade com as inquietações e paixões humanas, decorrentes da observação e estudo do Prof. Osvino, inicialmente com pequenos grupos para, depois, estender a Seminários e Congressos.

Após viagem ao Oriente, especialmente como peregrino do milênio para a Terra de Israel, retornou com convicção redobrada para retomar a questão da Espiritualidade e Valores, especialmente para Pais e Professores.

As palestras concentram-se nas seguintes temáticas:

1. A Sensibilidade na Missão Educativa
A missão educativa depende da capacidade de o professor construir relação interpessoal positiva com o aluno. E, para essa interação, é preciso percepção do outro, ter sensibilidade para captar sentimentos. O respeito pela pessoa do educando é fundamental, não simples pretensão de transferência de conhecimento, mas de estímulo para que cada aluno seja sujeito do processo de aprendizagem.  

2. O Resgate de Valores na Educação
As radicais e alucinantes transformações da pós-modernidade levaram de roldão um mundo de certezas, ensejando crise sem precedentes. Abandonou-se a disciplina e o respeito por confundirem-se com prepotência e autoritarismo. É preciso reconstruir, com novo jeito de ser, os princípios basilares da relação entre educador e educando, embasados na relação de afeto e respeito, disciplina e limites, essenciais para a condição humana.

3. O Educador como Pessoa Humana
O clamor dos professores por ajuda ecoa mundo a fora. Preocupam as enfermidades decorrentes do desgaste docente diante da complexidade dos problemas que emergem nas salas de aula. É preciso olhar amoroso e de profundo respeito ao professor, capacitando-o para lidar com os novos desafios e, sobretudo, fortalecer-lhe a auto-estima e empenhar-se na reconstrução de sua autoridade.

CLIQUE AQUI E FAÇA DOWNLOAD DA APRESENTAÇÃO DA PALESTRA
"PROFESSORES FASCINANTES" (arquivo em Power Point)


4. Família e escola, territórios aliados

Os papéis são distintos e um não prescinde do outro: à família cabe educar o ser humano; à escola formar o cidadão. Os pais não precisam preocupar-se em terminar a obra, mas não têm o direito de se retirar dela. Não cabe disputa, mas aliança. Não há nada mais danoso do que um falar mal do outro. Em vez disso, é preciso processo de diálogo permanente e construir pontos de acesso aos respectivos territórios.

CLIQUE AQUI E FAÇA DOWNLOAD DA APRESENTAÇÃO DA PALESTRA
"PAIS E FILHOS -10 MANDAMENTOS " (arquivo em Power Point)

 

5. A sacralidade da vida
A banalização da vida é altamente preocupante, razão por que se está avidamente atrás de emoções, sem se preocupar com as conseqüências para a vida. Além disso, pela evolução da ciência e tecnologia, o homem tem condições de interferir na vida, de certa forma, da condição de criatura passa à condição de criador. Qual é o limite ético para tudo isso? A vida pede cuidado, e não temos o direito de dessacralizá-la. Tarefa para a Bioética.



 

OSVINO@OSVINOTOILLIER.COM.BR | Telefone: (51) 3213.9090